Better Air usa probióticos para limpar o ar que respiramos

Better Air usa probióticos para limpar o ar que respiramos

Se, como eu, você acredita que os probióticos – pílulas que contêm bilhões de “boas bactérias” – ajudam na digestão, então você provavelmente vai gostar da nova tecnologia desenvolvida pela empresa israelense Better Air.

A empresa criou um sistema que melhora a qualidade do ar que respiramos liberando probióticos no ar condicionado em lares, escritórios e hospitais.

O sistema, batizado de BioZone, é utilizado para reduzir os níveis de contaminação, mofo, alergias, etc.

O CEO Yuli Horesh conta: “Em vez de usar produtos químicos, a nossa tecnologia aplica bactérias e enzimas seguras e benéficas como se fossem milhões de operários que agem em níveis microscópicos, removendo poeira, alérgenos e outros contaminantes. Os probióticos são seguros para a pele e para as substâncias – da mesma forma que o iogurte faz bem para o organismo.”

Lutando contra a Síndrome do Edifício Doente

A Better Air diz que desenvolveu o BioZone para combater a Síndrome do Edifício Doente, que descreve situações em que os ocupantes de um prédio adquirem problemas de saúde que pareciam estar ligados ao tempo que essas pessoas passavam em um determinado prédio, muito embora não sejam identificadas doenças ou causas específicas.

As reclamações podem estar concentradas em uma sala ou área em especial, mas podem também ser generalizadas, por todo o prédio. Em contraste, o termo Doença Relacionada com Edifícios (DRE) é utilizado quando os sintomas de uma doença diagnosticável podem ser diretamente atribuídos a contaminantes específicos que normalmente são liberados pelo sistema de circulação de ar.

O impacto do ar condicionado

O uso de ar condicionado é um dos fatores e causas mais conhecidos para os problemas na qualidade do ar. De acordo com a Better Air, quando os sistemas de ar condicionado estão em funcionamento, eles criam grandes quantidades de umidade, sujeitos a mudanças extremas de temperatura quando o ar condicionado liga e desliga.

Este ambiente úmido, molhado e com extremos de frio e calor é ideal para a proliferação de mofo e esporos bacterianos patogênicos. Isso afeta os dutos e passagens de ar, já que as bactérias são conduzidas pelo ar condicionado.

Outros sintomas físicos relacionados ao ar condicionado incluem tosse, dificuldade de respiração, febre, calafrios, dores musculares e reações alérgicas, como irritação das mucosas e congestão respiratória.

Horesh conta também que o BioZone pode combater muitos dos efeitos físicos associados ao uso de ar condicionado.

“O BioZone pode ser usado em qualquer ambiente fechado e com ar condicionado, como prédios, aviões, trens e ônibus”, explicou. O sistema da Better Air visa atender especialmente hospitais, lares para idosos e restaurantes.

Eficiência comprovada

De acordo com o site israelense Globes, a Better Air começou a comercializar o produto em Israel, além de formar uma parceria com um fabricante europeu de materiais probióticos de limpeza hospitalar. A empresa também tem um acordo com a rede hotéis Hilton no Reino Unido.

A Better Air está sediada em Rishon LeZion, Israel, possui 14 funcionários e recebeu NIS 8 milhões (aproximadamente 2 milhões de dólares) em investimentos privados.

Fonte: No cam,els





Redes Sociais
Rua Rio Grande do Norte, nº477 – Funcionários - Belo Horizonte - MG | CEP: 30130-130
Telefone: (31) 3224-6673 | e-mail: fisemg@fisemg.com.br