Notícias
25 ANOS DEPOIS, RESPONSÁVEIS PELO ATENTADO À EMBAIXADA DE ISRAEL EM BUENOS AIRES CONTINUAM IMPUNES

25 ANOS DEPOIS, RESPONSÁVEIS PELO ATENTADO À EMBAIXADA DE ISRAEL EM BUENOS AIRES CONTINUAM IMPUNES

Em 17 de março de 1992, um atentado terrorista destruiu a Embaixada de Israel em Buenos Aires, matando 29 e ferindo mais de 250 pessoas.

Acredita-se que agentes do Irã sejam os culpados, mas até hoje ninguém foi punido.

No ataque, não apenas a Embaixada, como também uma escola e uma igreja foram destruídas. A grande maioria das vítimas era de argentinos. Quatro israelenses morreram.

Em 2012, Israel publicou um livro (http://bit.ly/2mNFMdG) em homenagem às vítimas, com fotos, depoimentos de autoridades e de sobreviventes.

A Embaixada promove campanha nas redes sociais, com a hashtag #pazsinterror.

Um segundo e maior ataque à comunidade judaica argentina ocorreu em 18 de julho de 1994, contra a AMIA - Associação Mutual Israelita Argentina, deixando 85 mortos. Os culpados também não foram punidos.

 

Fonte: CONIB



Redes Sociais
Rua Rio Grande do Norte, nº477 – Funcionários - Belo Horizonte - MG | CEP: 30130-130
Telefone: (31) 3224-6673 | e-mail: fisemg@fisemg.com.br