Notícias
Conib manifesta repúdio em relação a atitude da Universidade Federal de Santa Maria

Conib manifesta repúdio em relação a atitude da Universidade Federal de Santa Maria

04 Jun 2015 | 14:58

Imprimir

 

A comunidade judaica brasileira reagiu com indignação e repulsa à tentativa de dirigentes da Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande de Sul, de fazer uma lista dos alunos e professores com origem israelense.

“É uma medida claramente discriminatória, feita por um funcionário de alto escalão do ensino federal, que precisa ser tratada com a gravidade que tem”, disse Fernando Lottenberg, presidente da Conib (Confederação Israelita do Brasil).

Segundo relatos da imprensa e documentos oficiais, a orientação para a identificação de alunos e professores com origens no Estado judeu foi feita por José Fernando Schlosser, pró-reitor dos cursos de pós-graduação da universidade, por meio de um memorando aos chefes dos programas do seu departamento.

Diante de ação dessa natureza, que suscita as piores memórias na comunidade judaica brasileira, a Conib e a Federação Israelita do Rio Grande do Sul estão avaliando as medidas de natureza política e jurídica a serem tomadas.

Redes Sociais
Rua Rio Grande do Norte, nº477 – Funcionários - Belo Horizonte - MG | CEP: 30130-130
Telefone: (31) 3224-6673 | e-mail: fisemg@fisemg.com.br