Notícias
Conquistas de Israel são destacadas em Reunião Especial

Reunião Especial de Plenário homenageou o dia da Independência do Estado de Israel
Reunião Especial de Plenário homenageou o dia da Independência do Estado de Israel - Foto: Ricardo Barbosa

As conquistas de Israel nos 66 anos de Independência do Estado foram ressaltadas durante Reunião Especial de Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), realizada nesta segunda-feira (2/6/14) para celebrar a data. Na reunião, foi citado o desenvolvimento econômico do país, bem como o setor tecnológico e de pesquisas. A solenidade foi requerida pelo deputado João Leite (PSDB), que também representou o presidente da ALMG, deputado Dinis Pinheiro (PP), na ocasião.

O deputado João Leite destacou que, nos últimos vinte anos, a economia israelense evoluiu de um perfil tradicional baseado na agricultura e na indústria leve para uma economia baseada no conhecimento, com competitividade internacional em telecomunicações, informática, eletroeletrônica e agrotecnologia.

“Nesse período, a renda per capita da população israelense cresceu a taxas bastante expressivas, elevando substancialmente a demanda por bens e serviços de alto valor agregado. O Produto Interno Bruto (PIB) de Israel, país de quase 9 milhões de habitantes, é da ordem de US$ 243 bilhões, maior que o PIB conjunto do Egito, Jordânia, Síria e territórios palestinos. O país investe 4,5% desse valor nos 40 centros de pesquisa e desenvolvimento”, relatou o parlamentar.

Para o deputado, são diversas as iniciativas de Israel na área da saúde que beneficiarão toda a humanidade. Uma delas diz respeito à Universidade de Tel Aviv, que está perto de alcançar uma vacina nasal que proteja quanto à doença de Alzheimer e aos derrames. Outra iniciativa relatada por ele é o estudo de um novo medicamento para combater o vírus da hepatite, do Ebola e da AIDS, pela Universidade Bar-Ilan.

Infraestrutura - Em seu pronunciamento, João Leite criticou o Governo Federal por dificuldades no setor de infraestrutura. “A ineficiência do Estado nestes quesitos tem gerado um irreparável desperdício de recursos financeiros e o aparelhamento político da máquina governamental”, disse. Para o parlamentar, Israel deve ser um exemplo para o Brasil.

Desenvolvimento econômico - Na reunião, o deputado João Leite ainda fez a leitura de uma mensagem do presidente da ALMG, deputado Dinis Pinheiro. Segundo a mensagem, é notável o desenvolvimento econômico de Israel. O texto relembrou também os negócios entre Brasil e Israel, que, entre 2009 e 2013, tiveram incremento de 70%.

De acordo com a mensagem, mais importante do que isso, são as ligações afetivas, políticas e culturais que unem os dois povos. “Ambos são países de imigrantes, que recebem calorosamente aqueles que buscam abrigo em seu solo, partilhando o apreço pelo multiculturalismo, pela liberdade e pela democracia”, enfatizou.

Relação entre Brasil e Israel é destacada

Para o ministro da Embaixada de Israel no Brasil, Lior Ben Dor, essa solenidade é uma demonstração da amizade que une Brasil e Israel. “A relação entre os dois países está no melhor momento. É uma relação baseada em admiração mútua”, enfatizou. O ministro salientou que o Estado de Israel é a concretização de um sonho. Mas, que o povo de Israel não vive em paz constante devido a conflitos com países vizinhos. “Temos um país desenvolvido, reconhecido pela sua excelência em várias áreas”, acrescentou.

O deputado João Leite entregou placa em comemoração à data a Marcos Brafman
O deputado João Leite entregou placa em comemoração à data a Marcos Brafman -Foto: Ricardo Barbosa

O presidente da Federação Israelita do Estado de Minas Gerais, Marcos Brafman, que recebeu uma placa em comemoração à data, ressaltou o desenvolvimento tecnológico de Israel como uma contribuição para todo o mundo. Ele destacou que apesar de fazer 66 anos da independência de Israel, antissemitas continuam a não tolerar a população judaica. “Nenhum atentado, por menor que seja, pode ficar impune”, afirmou.

Mesa – Também compuseram a mesa da cerimônia o cônsul honorário de Israel em Minas Gerais, Sílvio Musman, e o cônsul de Portugal em Belo Horizonte, André de Mello Bandeira.

História - Em 14 de maio de 1948, Israel proclamou sua independência. Menos de 24 horas depois, exércitos do Egito, Jordânia, Síria, Líbano e Iraque invadiram o país, forçando-o a defender a soberania que acabara de reconquistar. Com o fim da guerra, Israel concentrou-se na construção do Estado. Os primeiros 120 assentos do parlamento, o Knesset, entraram em funcionamento após as eleições nacionais em 25 de janeiro de 1949. Em 11 de maio do mesmo ano, tornou-se o 59º membro das Nações Unidas.

Fonte: http://www.almg.gov.br/acompanhe/noticias/arquivos/2014/06/02_reuniao_especial_independencia_israel.html



Redes Sociais
Rua Rio Grande do Norte, nº477 – Funcionários - Belo Horizonte - MG | CEP: 30130-130
Telefone: (31) 3224-6673 | e-mail: fisemg@fisemg.com.br