Notícias
Mostra em SP retrata judeus carentes amparados pela entidade assistencial Ten Yad

17 de Setembro de 2013 - Por Blog Coisas Judaicas

 



O projeto é da artista plástica Ofra Grinfeder, com depoimentos colhidos pela professora Itanira Heineberg, responsável pelos textos do catálogo, e inspira-se no trabalho do Ten Yad (“estender a mão”, em hebraico), instituição assistencial judaica criada em 1992, cujos projetos incluem doações e programas de moradia popular.

Cerca de 350 pessoas se alimentam diariamente no refeitório comunitário do Ten Yad. “Faz parte da própria filosofia de vida judaica ajudar quem está necessitado”, afirma o rabino David Weitman, diretor da organização, à Veja São Paulo.

Uma das 19 pessoas retratadas é a aposentada e viúva Ester Schneider, 72. “Tem muita gente que não acredita, né? Mas existe, sim, judeu pobre”, diz ela à Folha de S. Paulo.

Outro retratado é Menachen Mendel Mukasiey, que nasceu no campo de extermínio de Auschwitz, em 1944. Permaneceu escondido até a libertação do campo pelo Exército soviético, em janeiro de 1945. Passou por Israel antes de chegar ao Brasil com a família, em 1949. Hoje, aos 69 anos, vive no Bom Retiro com a mulher e a filha e depende de doações de amigos para se manter. “O passado me atormenta à noite, como se uma faca me cortasse por dentro”, conta à Veja.

O museu fica na Alameda Cleveland, 601, Campos Elíseos. A exposição pode ser visitada de terça a sábado, das 10h às 17h. Entrada gratuita.

 

Fonte: http://www.coisasjudaicas.com



Redes Sociais
Rua Rio Grande do Norte, nº477 – Funcionários - Belo Horizonte - MG | CEP: 30130-130
Telefone: (31) 3224-6673 | e-mail: fisemg@fisemg.com.br