Notícias
Concurso de Redações Anne Frank levará estudante mineira a Amsterdã

 

Concurso de Redações Anne Frank levará estudante mineira a Amsterdã

 

No âmbito de seu Programa Anne Frank Brasil, a Confederação Israelita do Brasil (Conib), em conjunto com a Federação Israelita do Estado de S. Paulo (Fisesp) e com o apoio do ArquivoHistórico Judaico Brasileiro (AHJB) e do Instituto Plataforma Brasil, criou o Concurso Nacional de Redações da Rede de Escolas Anne Frank Brasil, destinado, em sua edição 2013, exclusivamente aos alunos desta rede.

O tema da redação: ”Anne Frank e a Cultura de Paz”. Participaram alunos do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental das escolas públicas Anne Frank de Belo Horizonte, Palmas, Rio de Janeiro e São Paulo. A escola de Porto Alegre não participou do concurso por motivos de força maior.

O vencedor nacional é Lívia Fernanda de Souza Mendes (8º ano), da escola de Belo Horizonte. Seu prêmio: uma viagem à Holanda, entre 9 e 16 de junho, para visitar a Casa Anne Frank e aAmsterdã judaica. Será acompanhada por Karen Didio Sasson, diretora executiva da Conib; Alberto Milkewitz, diretor institucional da Fisesp; pelo professor orientador e por um responsável.

O vencedor, da categoria A, para alunos do 5º ano, é Vanessa Lima Ramos, de Palmas. O vencedor da Categoria B, para alunos do 6º ao 9º ano, é Letícia Ottoni da Silva (7º ano), da escola de São Paulo. Ambas ganharão um tablet.

A escola que mais se destacou foi a de Belo Horizonte, que também ganhará um tablet. Para a escolha, foi considerado o engajamento da equipe gestora da escola, o número de redaçõesfinalistas em proporção ao número de alunos participantes, atividades realizadas e registradas com docentes, alunos e famílias.

Entre os objetivos do concurso está incentivar a divulgação de conhecimentos sobre a vida e o legado de Anne Frank, estabelecendo relações com a sociedade brasileira contemporânea; relacionar conhecimentos históricos da experiência de Anne Frank para construir uma argumentação consistente sobre a relevância de uma atitude ativa na defesa da democracia, dos direitos humanos e da diversidade sociocultural.

A cerimônia de premiação será realizada em 3 de junho.

 

Texto vencedor do "Concurso de Redações Anne Frank"

Lívia Fernanda de Souza Mendes, de 13 anos

"Querida Anne,
Meu nome é Lívia Fernanda, tenho 13 anos, moro no bairro Confisco, Minas Gerais/Brasil, estudo na Escola Municipal Anne Frank.
Anne, é com muita tristeza que recordo sua história, todo sofrimento nos campos de concentração, o extermínio nas câmaras de gás, a crueldade com que os nazistas tentaram exterminar o povo judeu. 
Já não era fácil de entender o modo de pensar de Hitler, mas nos dias de hoje continuamos a pensar e agir como ele, pois o racismo continua, nas cidades, no interior e, principalmente, no coração das pessoas. 
É inaceitável pensar que sou melhor ou pior somente por ter nascido negro ou branco, por ter escolhido uma religião ou pertencer a uma tribo. 
Você não acreditaria que até nas escolas existe preconceito, mas ele vem disfarçado, o seu nome também é diferente, não é racismo, ele se chama "bullying".
O pior, Anne, é que já existem leis para se combater tanta crueldade. Mas não existe lei que possa colocar amor dentro do ser humano.
Conhecendo a sua história, vejo que há uma luz no fim do túnel. Espero que muitos ouçam-me falar de você, espero que possam entender, que o preconceito não leva a nada, apenas gera violência, separação e divisão.
Você, Anne, pode se orgulhar, pois o seu diário, que foi escrito em meio a tanto sofrimento, hoje serve de referência contra o racismo, contra a discriminação, em todas as suas formas. Seja através do preconceito, "bullying" e outros, podemos usar como exemplo as suas experiências. Apesar das dificuldades, assim como você, acredito na esperança"
.



Redes Sociais
Rua Rio Grande do Norte, nº477 – Funcionários - Belo Horizonte - MG | CEP: 30130-130
Telefone: (31) 3224-6673 | e-mail: fisemg@fisemg.com.br