Notícias
Dilma Roussef participa da cerimônia alusiva ao "Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto".

 

Em solenidade alusiva ao "Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto", a presidenta Dilma Rousseff afirmou que o melhor instrumento para impedir a tirania e tragédias como o Holocausto é a democracia. “O Holocausto é necessariamente para nós brasileiros algo que tem que ser objeto da memória e da verdade. Nós somos capazes, como nação, de construir uma grande riqueza que é nos desenvolver tendo um profundo respeito pelos direitos humanos na construção da democracia. Isso não significa que nós podemos deixar de avaliar, de conhecer, de estudar as mais dolorosas lições da história humana. Pelo contrário. Para que nós nunca esqueçamos, é que é necessário lembrar, repetir, sistematicamente, para impedir que isso se repita”, afirmou. O evento homenageou o embaixador brasileiro na França, Souza Dantas, e Aracy Guimarães Rosa, funcionária do consulado em Hamburgo, dois heróis que salvaram milhares de judeus nas décadas de 1930 e 1940. Para Dilma, ambos foram capazes de se levantar e proclamar a legalidade da condição humana, mesmo enfrentando riscos. “Eles honraram o Brasil e dignificaram a humanidade”, destacou.

Assista ao discurso na íntegra: acesse aqui.

Presidenta Dilma Rousseff acende vela em memória das vítimas
do Holocausto acompanhada de Eduardo Tess, filho de Aracy Guimarães Rosa,
e de Marcos de Souza Dantas, sobrinho-neto de Luiz Martins de Souza Dantas
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Fonte: http://alefnews.jornalalef.com.br/ver_mensagem.php?id=H|1859|127597|135967021096302600



Redes Sociais
Rua Rio Grande do Norte, nº477 – Funcionários - Belo Horizonte - MG | CEP: 30130-130
Telefone: (31) 3224-6673 | e-mail: fisemg@fisemg.com.br