Notícias
Iom Haatzmaut na Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais

 

O Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais comemorou, na noite desta segunda-feira (30/5/11), em Reunião Especial, os 63 anos de criação do Estado de Israel, comemorada no dia 14 de maio. Foi celebrada, ainda, a inauguração do Consulado Honorário de Israel em Minas Gerais, ocorrida em março deste ano.

O autor do requerimento, deputado João Leite (PSDB), justificou que a independência de Israel tem importância para todo o mundo, pois marca um momento histórico importante, a promulgação da Declaração dos Direitos Humanos Universais, criada em função da perseguição vivida pelos judeus durante o holocausto. A independência do Estado hebraico, segundo o parlamentar, representa uma conquista fundamental para a humanidade que é o compromisso de que nenhum outro povo sofra o mesmo que os 6 milhões de vítimas da 2ª Guerra Mundial.

João Leite disse que Israel é um exemplo de Estado democrático e tem inspirado outras nações no Oriente Médio que, atualmente, lutam para se libertar de governos repressores. Segundo ele, os líderes judeus já praticavam a democracia ao promoverem debates para tomadas de decisões coletivas, quando ainda eram escravos do Egito, país que os subjugaram por 430 anos. "É um jovem Estado que tantas e boas inspirações tem levado ao mundo", elogiou.

O 3º vice-presidente da Mesa da ALMG, deputado Paulo Guedes (PT) , representando o presidente da Assembleia, deputado Dinis Pinheiro (PSDB), lembrou a importância de Israel para o Brasil e para Minas Gerais. O Estado, segundo ele, conta, atualmente, com mais de 800 famílias judias, sobretudo na capital, que atuam em atividades econômicas e marcam presenças em associações e instituições educacionais e culturais.

O parlamentar ressaltou que a implantação do consulado israelita torna ainda mais forte os laços entre Minas e o país. "Nossos cidadãos permanecem ainda profundamente interessados nos destinos de Israel, cujo grande desafio tem sido o aprofundamento do processo de paz no Oriente Médio, tão necessário para que o país hebraico, objeto de nossa admiração, possa continuar a se desenvolver dentro de seu exemplar processo democrático", afirmou.

O presidente da Federação Israelita de Minas Gerais, Marcos Brafman, que recebeu a placa comemorativa à data, distinguiu o desenvolvimento daquele país ao longos desses 63 anos, sobretudo na área da inovação tecnológica. Segundo ele, Israel, que tem uma área menor que o Estado de Sergipe, abriga 4,5 mil empresas de alta tecnologia, é uma das nações com maior concentração de cientistas e coleciona o maior número de prêmios Nobel per capita do mundo. Todo o trabalho desenvolvido, segundo ele, segue um princípio difundido entre o povo judeu que é buscar melhorar o mundo, visando sempre obter conquistas para toda a humanidade. "Temos orgulho de ter construído tanto em tão pouco tempo, mesmo diante das adversidades", disse ele ao completar que um dos maiores sonhos dos israelitas é alcançar a paz com os palestinos e todo o povo árabe.

Novo Estado - A independência de Israel, proclamada em 1948 após 30 anos de

 

domínio britânico, foi baseada em resolução aprovada no ano anterior pela Organização das Nações Unidas (ONU). O então território da Palestina foi dividido em dois estados: um árabe e um judeu. Nos primeiros quatro meses de independência, chegaram a Israel cerca de 50 mil imigrantes, em sua maioria sobreviventes do holocausto. No final de 1951, haviam chegado cerca de 687 mil pessoas, dentre os quais 300 mil refugiados de países árabes. Atualmente, segundo Brafman, a população chega a 8 milhões de pessoas, 20% dela formada por árabes.

Presenças - Deputados Paulo Guedes (PT), representando o presidente Dinis Pinheiro (PSB); João Leite (PSDB), autor do requerimento; Marcos Brafman, presidente da Federação Israelita de Minas Gerais; Leo Vinovezky, 1º secretário da Embaixada de Israel no Brasil; os cônsules, em Belo Horizonte, de Israel, Polônia e Portugal, Sívio Muzmam, Sérgio Pitchon e André Bandeira, respectivamente, além de representantes do Executivo estadual e municipal e de instituições israelitas em Minas Gerais.

Fonte: http://www.almg.gov.br/not/bancodenoticias/Not_843640.asp

 



Redes Sociais
Rua Rio Grande do Norte, nº477 – Funcionários - Belo Horizonte - MG | CEP: 30130-130
Telefone: (31) 3224-6673 | e-mail: fisemg@fisemg.com.br